2 comments

  • Mobilidade urbana
    Laranjal/Palma/Miracema

    O ônibus que faz a linha Cataguases-MG/Pádua-RJ, além de Leopoldina-MG, passa por Laranjal, Palma e Miracema (MG-285 e RJ-200), e as três cidades permanecem sem uma rodoviária decente. Miracema é a única que possui, na verdade, uma rodoviária adaptada. O local que já foi estação ferroviária, foi adaptado para rodoviária. Com os adventos atuais, a expressão “mobilidade urbana” está na moda, e é bastante usada. Em se tratando de “mobilidade urbana”, não se pode tolerar ônibus intermunicipal, e até, interestadual, trafegando pelas ruas apertadas de Laranjal, Palma e Miracema, para ter acesso aos pontos de parada do veículo. Essa prática cria transtorno para os moradores, atrasa e dificulta as viagens e não traz benefícios.

    Locais
    – Em Laranjal, a margem direita da BR 116 (Rio/Bahia), sentido Leopoldina/Muriaé é um um local apropriado para a construção da rodoviária.
    – Em Palma, vejo o acesso ao centro da cidade, trevo de Barão de Monte Alto, sentido Laranjal/Miracema como um local próprio.
    – E em Miracema, vejo na saída para Pádua, próximo a entrada da fazenda Saionara, como ponto ideal para essa merecida e necessária rodoviária.

    Acredito ser obras de baixo custo, compatível com a dimensão populacional das cidades:
    Laranjal-MG (6.465-IBGE/2010), Palma-MG (6.545-IBGE/2010) e Miracema-RJ (26.843-IBGE/2010).

    Sugestões de nomes:
    Laranjal: Terminal Rodoviário Deputado Sérgio Naya,
    Palma: Terminal Rodoviário Prefeito Luiz Teixeira,
    Miracema: Terminal Rodoviário Professor Luiz Delco.
    FONTE: http://www.carlosferreirajf.blogspot.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *